Município vai adquirir e revitalizar prédio que por décadas foi Sede da Banda Municipal
Sede da Corporação Musical Santa Cecília
Porto Ferreira, SP

O prefeito Rômulo Rippa determinou esta semana que a Procuradoria Geral do Município elabore um processo administrativo e jurídico necessário para fins de desapropriação do imóvel localizado à rua Coronel João Procópio, 310, no Centro, com o objetivo de instalar no local a sede da Banda Municipal de Porto Ferreira.

“O imóvel possui grande valor histórico para nossa cidade e, infelizmente, encontra-se em total estado de abandono, desviando-se de seus fins originários. Por décadas ele serviu de sede para a Corporação Musical Santa Cecília e também para a Corporação Musical Professor Lauro Aparecido Borelli”, explicou o prefeito.

“Com sua aquisição e posterior revitalização, estaremos dando continuidade à ação de recuperar e dar função social a imóveis históricos da região central do município”, continuou, se referindo também à aquisição do imóvel, no ano passado, que serviu ao Cine São Sebastião e que deve se transformar no futuro Teatro Municipal. 

Histórico

Conforme informações publicadas na “Revista do Centenário” (1996), editada pelo pesquisador Orestes Rocha, no dia 12 de outubro de 1929 – há 91 anos, portanto – fazia sua estreia na praça da Matriz a banda da Corporação Musical Santa Cecília, regida por Bernardino (Dino) Iatauro. Dez anos depois, em 1939, já praticamente paralisada, a Santa Cecília passou a ser dirigida por Paschoal Salzano, que procurou incentivar os músicos para a continuação da corporação. Os ensaios eram realizados no prédio de número 40 da praça Cornélio Procópio.

No dia 4 de dezembro de 1944 foi realizada uma assembleia geral, presidida por Ulisses Borelli Thomaz e secretariada por João Teixeira, onde foram aprovados os estatutos e eleita a primeira diretoria: Antônio (Totó) Ramos (presidente); Dr. Plinio de Góes Valeriani (vice-presidente); João Teixeira (1º secretário); José Naife (2º secretário); Nadir Mariano (1º tesoureiro); Ulisses Borelli Thomaz (2º tesoureiro).

Para maestro foi designado Paschoal Salzano, e contramestre, Ulisses Borelli Thomaz. Em pouco tempo, com festas e quermesses, os diretores e músicos da Santa Cecília conseguiram construir sede própria, na rua Coronel João Procópio, 310.

A Corporação Musical Santa Cecília paralisou suas atividades por volta de 1980. Em 1983, o então prefeito Dorival Braga incentivou a formação da Banda Municipal Professor Lauro Aparecido Borelli, que posteriormente se tornou sociedade constituída com nome de Corporação Musical Professor Lauro Aparecido Borelli, e que passou a funcionar no prédio da antiga Santa Cecília (pelo menos até a década de 1990).

Atualmente, a cidade é representada pela Banda Municipal Cruzeiro do Sul, que foi fundada no ano de 1998.