Estudo do qual participam unidades de atenção básica em Saúde de Porto Ferreira recebe menção honrosa da Opas

Um estudo realizado por professores da USP e UFSCar e que envolve equipes da Atenção Primária à Saúde (APS) de 24 municípios paulistas, entre eles Porto Ferreira, recebeu menção honrosa da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

A pesquisa intitulada “Apoio Institucional e educação permanente em saúde na Atenção Primária à Saúde frente a pandemia de coronavírus” é de autoria de Cinira Magali Fortuna, tendo como coautores Maristel da Silva Kasper, Flávio Adriano Borges e Mônica Vilchez da Silva, e foi uma das 261 experiências premiadas.

O trabalho é resultado de uma parceria estabelecida há mais de 10 anos entre a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (USP), o Departamento de Enfermagem da UFSCar, o DRS III de Araraquara, além dos 24 municípios dessa região.

Por meio de encontros virtuais, pesquisadores e servidores vinculados às equipes da APS dos municípios discutem as medidas adotadas no enfrentamento da covid-19. As práticas apresentadas nesses encontros promovem o aperfeiçoamento de medidas e a troca de saberes entre os profissionais de saúde.

Segundo Cinira Fortuna, a troca entre os atores potencializa o aperfeiçoamento da execução das políticas no território. “Não padronizamos medidas, o que fazemos serve de inspiração entre as equipes de saúde da APS, assim, compartilhamos as experiências”, pontua. Entre os articuladores e apoiadores estão enfermeiros, terapeutas ocupacionais, psicólogos, dentistas, fisioterapeutas, entre outros profissionais ligados à área da saúde.

A pesquisadora aponta como resultado “a melhoria na comunicação entre a gestão municipal e as equipes locais, por meio dos apoiadores e articuladores, que favorece a resolução de problemas em comum como, por exemplo, a insuficiência de equipamentos de proteção individual nas Unidades Básicas de Saúde”, exemplifica.

Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos